PANORAMA DE GOLPES E RENÚNCIAS NO MUNDO

500c0fc6-8136-4e77-9b78-81456a098881

PANORAMA DE GOLPES E RENÚNCIAS NO MUNDO
Os golpes de Estado adotaram novas estratégias e são cada vez mais comuns em todo o planeta.

ASSISTA AO VÍDEO AQUI:

https://www.facebook.com/quatrov/videos/1813021652338363/?hc_ref=ARRn5njurRHxnmFjqDmjV1ZdJXE_4t2_Zv458di-7aMGfEWFgxmDRkOZAsEjDg9wRnQ

Anúncios

O dia que durou 21 anos | Documentário Completo

O documentário tem como ponto de partida a crise provocada pela renúncia do presidente Jânio Quadros, em agosto de 1961, que se estende até o ano de 1969, com o sequestro do então embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick, por grupos armados. O principal destaque deste documentário é o grande acervo documental apresentado além do enfoque à participação ativa dos EUA durante todo o complexo processo político que levou à deposição de João Goulart. Direção: Camilo Galli Tavares | Ano: 2012 | Duração: 1h e 20min.

FONTE:  YOUTUBE

JORNALISTA PEPE ESCOBAR: O BRASIL É ALVO DE UMA GUERRA HÍBRIDA

5124 (1).jpg

Um dos principais especialistas do mundo em política internacional, o jornalista Pepe Escobar, correspondente do Asia Times, concendeu entrevista à TV 247, em que falou sobre “a guerra híbrida” promovida pelos Estados Unidos contra o Brasil, com objetivo de tomar riquezas, como o pré-sal; “esse ainda será um caso de estudo internacional sobre não apenas a derrubada de um governo, como também sobre como todo um país foi desestruturado”, afirma; Escobar diz que o Brasil viveu o auge de seu prestígio internacional com o ex-presidente Lula e com o chanceler Celso Amorim e diz que, hoje, tem uma política de total subserviência aos Estados Unidos, o que foi decorrente da Lava Jato, conduzida por Sergio Moro

ASSISTA na TV 247 e assista a entrevista de Pepe Escobar:

CONVERSANDO COM CORREA: LUIS INÁCIO LULA DA SILVA

Em entrevista ao ex-presidente equatoriano Rafael Correa, no canal russo RT, o ex-presidente Lula apontou a questão do petróleo como a causa principal do golpe de 2016 contra a presidente Dilma Rousseff e também da perseguição judicial que vem sofrendo; “Criamos uma lei para regular o petróleo e garantir que este deveria voltar a ser propriedade do povo brasileiro e que as multinacionais deveriam pagar quanto o governo quisesse. (…) Isso foi algo que a elite brasileira e também as multinacionais petroleiras jamais aceitaram”; Lula também afirmou ter provas de que o MP brasileiro recebeu instruções da justiça americana sobre como deveria agir em investigações da Lava Jato.

O Negócio da Revolução

The Revolution Business examina o papel das agências de inteligência dos Estados Unidos nos recentes movimentos revolucionários como a Primavera Árabe e outros através do uso de “Consultores da Revolução”. De particular interesse é um homem sérvio Srđa Popović, que formou uma organização chamada Отпор! (Otpor), que tratou da “luta não violenta” na derrubada de Slobodan Milošević na Sérvia durante os anos 90, e que agora inspirou uma nova geração de ativistas. No entanto, alguns comentaristas políticos como William Engdahl estão convencidos de que o Otpor é financiado pelos Estados Unidos e tem laços com agencias de inteligência, também tendo financiamento duvidoso de fontes como a Rand Corporation, o Departamento de Defesa, bem como várias frentes como a National Endowment for Democracy (NED), o Instituto Republicano Internacional (IRI), o Instituto Americano da Paz e a Fundação Ford – todos com uma longa história de colaboração com o Pentágono, o Departamento de Estado e a CIA em movimentos desestabilizadores e usurpadores revoltas populares, removendo seus dentes.

Sobre Backdoors em Hardware e Software

Sérgio Amadeu é sem dúvida o maior conhecedor deste assunto no Brasil.
Foi o primeiro a mostrar a obrigação legal das empresas americanas deixarem backdoors em hardware e software.
Em função disto a CIA e NSA tiveram acesso a toda e qualquer informação no mundo!
Em 2013 ele já sabia que as manifestações no Brasil, no mesmo ano haviam sido convocadas via Facebook acionado pela CIA e NSA.
A relação entre tecnologia e direito.
Veja ao vídeo aqui: